segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O Cúmulo do Absurdo: Quase 36 milhões de pessoas em condições de escravidão no mundo





 Muitos trabalhadores vivem condições de escravidão em oficinas têxteis ou mercados como os de Bangcoc





Cerca de 36 milhões de pessoas, homens, mulheres e crianças, são vítimas da escravidão no mundo, e mais da metade delas se encontram em cinco países, Índia, China, Paquistão, Uzbequistão e Rússia, denunciou nesta segunda-feira a ONG Fondation Walk Free.

Segundo a investigação conduzida pela organização de defesa dos direitos humanos, "a escravidão moderna está presente nos 167 países em que foi feito o estudo", e abrange tráfico humano, exploração sexual, trabalho forçado, servidão por dívida ou casamento forçado.

A organização calcula em 35,8 milhões o número de pessoas escravizadas, uma alta de 20% em relação a 2013, apesar desta projeção não ser atribuída a um aumento real dos casos e sim a uma metodologia mais apurada.

Ásia e África são os continentes em que os escravos são mais numerosos.

Cinco países concentram 61% das pessoas escravizadas: Índia, onde existem todas as forças de escravidão moderna, encabeça a lista, com 14,3 milhões de vítimas, na frente da China (3,2 milhões), Paquistão (2,1), Uzbequistão (1,2) e Rússia (1,1).

Em seguida estão Nigéria, a República Democrática do Congo, Indonésia, Bangladesh e Tailândia.

Em termos de porcentagem de população submetida à escravidão, a Mauritânia registra a maior proporção (4%), seguida do Uzbequistão (3,97%), Haiti, Catar, Índia e Paquistão.

Os países mais exemplares são a Islândia e Luxemburgo, com apenas 100 vítimas cada um.

Apesar de a Europa ter a menor porcentagem de pessoas escravizadas (1,6%), em seu território há 566.200 vítimas submetidas à exploração sexual ou econômica.

O relatório assinala os esforços dos países para lutar contra os tipos de escravidão moderna.

Com exceção da Coreia do Norte, todos os envolvidos na investigação adotaram leis para criminalizar certas formas de escravidão moderna.

O documento acrescenta, no entanto, que apenas três governos - Estados Unidos, Brasil e Austrália - aplicaram medidas para impedir o regime análogo à escravidão e a escravidão indireta de empresas que trabalham em seu território.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

As Heresias de Myles Munroe

   Por Gilson Soares dos Santos

Do blog: Gilson Soares



Olá queridos leitores do nosso blog, hoje trago para vocês as refutações do Pr. Paulo Romeiro ao livro “Como compreender o Seu Potencial, a Descoberta do Verdadeiro Eu”, escrito por Myles Munroe e publicado por Koinonia Comunidade e Edições, 1993. Segundo Romeiro, o livro tem problemas doutrinários do começo ao fim, e ele pontua alguns desses problemas doutrinários, apresentando as refutações bíblicas:







"Assim, Deus criou você para ser onipotente" (p. 23).



Resposta bíblica: Não encontramos em qualquer parte da Bíblia que Deus tenha criado alguém para ser onipotente. A onipotência é um atributo exclusivo e incomunicável da deidade. Observe as palavras de Jesus: "Mas ele respondeu: Os impossíveis dos homens são possíveis para Deus" (Lc 18:27). Veja ainda Jó 42:2.



"Acreditamos que nós não servimos para nada ou que não temos valor. Jesus disse: 'Nada disso. Eu vim para mostrar a você que você é mais do que você pensa que você é"' (p. 25).



Resposta bíblica: Alguém pode até pensar que eu estou sendo chato demais ao destacar esta frase do livro para refutá-la à luz da Bíblia. Entretanto, o autor faz algo extremamente perigoso, exegeticamente falando. Ele coloca palavras nos lábios de Jesus. De onde ele tirou estas palavras? Não há qualquer lugar na Bíblia onde Jesus tenha dito isto. Trata-se portanto de revelação extrabíblica. Ora, se alguém começa a fazer isso e não é questionado, a pessoa poderá ir longe demais e outros seguirem o seu mau exemplo.Aqui vemos que Myles acrescenta ao texto bíblico e isto é biblicamente inaceitável.



"A maioria de nós quer ser como Jesus. Isso não é o que Deus quer. Deus quer que nós sejamos como Cristo. Jesus veio para nos mostrar como Cristo se parece quando ele surge em forma humana" (p. 28-9).



"Jesus foi a manifestação humana do Cristo celestial" (p. 29).



"Quando queremos encontrar Cristo, Deus nos mostrará a Igreja. Entretanto, nós não podemos aceitar isso, porque acreditamos que Cristo está no céu. Não, ele não está. Jesus está no céu" (p. 29).



Resposta bíblica: O autor comete erros gravíssimos com as declarações acima. Primeiro, ele divide a pessoa do Senhor entre Cristo e Jesus. Isto está mais para os ensinos da Nova Era do que para a teologia bíblica. Em Cristo há uma só pessoa com duas naturezas: a divina e a humana. A Bíblia diz que Jesus é o Cristo (Lc 2:11) e morreu como o Cristo (Rm 14:9 e 1 Co 15:3). Segundo, ao afirmar que Cristo não está no céu, o autor contradiz a Palavra de Deus em Romanos 8:34 e Colossenses 3:1.



"O corpo de Lúcifer foi criado com tubos internos para que toda a vez que ele levantasse uma asa, um som saísse na forma de música (...). Assim que ele começava a abanar suas asas os anjos começavam a cantar" (p. 43).



Resposta bíblica: Que absurdo! Onde está isto na Bíblia? Esta é a falácia da revelação extra-bíblica (um dos exemplos disso tem acontecido nos seminários de batalha espiritual, onde nomes de demônios que não estão na Bíblia são ensinados por revelação) ou do argumento do silêncio (um exemplo aqui é a especulação que alguns fazem sobre a vida de Jesus dos doze aos trinta anos de idade. Desde que a Bíblia não diz qualquer coisa a esse respeito, acabam criando suas próprias histórias). Ora, todas as nossas regras de fé e prática devem estar baseadas nas Escrituras. Onde e quando a Bíblia se cala, devemos nos calar também.



"Nós sempre existimos. No estado anterior, éramos invisíveis, mas mesmo assim já existíamos" (p. 82).

Resposta bíblica: Esta é mais uma declaração que contraria o ensino das Escrituras. Aliás, os mórmons também crêem na mesma coisa, na preexistência do ser humano. Ao contrário do que diz o autor, a Palavra de Deus declara em Zacarias 12:1: "Fala o SENHOR, o que estendeu o céu, fundou a terra e formou o espírito do homem dentro dele". Veja ainda 1 Coríntios 15:46, que também refuta tal crença errônea: "Mas não é primeiro o espiritual, e, sim, o natural; depois o espiritual".



(Romeiro. Paulo, Evangélicos em crise: decadência doutrinária na igreja brasileira. 4ed. São Paulo: Mundo Cristão, 1999)

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Americana fica chocada ao descobrir imagem assustadora em brinquedo


Nicole Allen tinha comprado 'varinha do mal' para filha de dois anos.
Brinquedo traz foto de criança em forma de demônio cortando o pulso.

Do G1, em São Paulo
Uma mulher de Dayton, no estado de Ohio (EUA), ficou chocada ao comprar uma varinha de brinquedo para sua filha e descobrir uma imagem escondida que mostra uma criança em forma de demônio cortando o pulso com uma faca.

Brinquedo traz foto de criança em forma de demônio cortando o pulso (Foto: Reprodução/YouTube/TVReport200) 
Brinquedo traz foto de criança em forma de demônio cortando o pulso (Foto: Reprodução/YouTube/TVReport200)
"É a imagem de uma menina cortando seus pulsos. Fiquei indignada com isso", disse Nicole Allen, que havia comprado o brinquedo chamado de "varinha do mal" para sua filha de dois anos de idade. Assista ao vídeo.

Nicole disse que não entende como alguém pode pensar que esse brinquedo é adequado para uma criança.

Apesar da reclamação, o dono da loja, Amar Moustafa, disse que cabe aos pais ler corretamente as informações sobre o brinquedo. Para ele, a varinha é adequada para uma criança entre cinco e dez anos de idade.

Aprovação de papa é alta, mas católicos continuam deixando religião, diz estudo



Camilla Costa

Da BBC Brasil em São Paulo


Pouco mais de um ano e meio após sua eleição, a aprovação do papa Francisco é alta em seu continente de origem, a América Latina. Mesmo assim, católicos continuam a deixar a religião – a maioria deles, para se tornar protestante.

A conclusão é do estudo "Religião na América Latina – Mudanças difundidas em uma região historicamente católica", do instituto americano de pesquisas Pew, divulgado nesta quinta-feira, que mapeou as práticas religiosas em 18 países da América Latina e do Caribe, exceto Cuba.

Os resultados mostram que o número de pessoas que se declaram protestantes continua crescendo em todo o continente e que pessoas criadas no catolicismo vem deixando a religião em favor da fé propagada por igrejas evangélicas.

"Se temos hoje o primeiro papa latino-americano é principalmente por causa da competição pentecostal na América Latina. A Igreja Católica está em uma crise de pânico. Se não conseguirem parar o avanço protestante no continente, que abriga 40% dos católicos do mundo, o futuro da instituição está seriamente ameaçado", disse à BBC Brasil Andrew Chesnut, um dos autores da pesquisa, divulgado nesta quinta-feira,.

"O Brasil ainda tem a maior população católica do planeta, mas agora só 61% se dizem católicos. Em 2030, o país já não deverá ter uma maioria católica."

A aprovação de Francisco entre os católicos é alta: acima dos 70% deles dizem ter uma opinião favorável ao papa em todos os países onde o estudo foi feito. O número passa de 90% em países como Brasil e Colômbia e chega a 98% na Argentina, seu país de origem.

No entanto, o estudo afirma que é cedo para dizer se o papa conseguirá diminuir ou reverter o êxodo de católicos. "O papa Francisco ainda não impressionou a todos", afirma o instituto. "Os ex-católicos são mais céticos a respeito do papa. Em todos os países pesquisados, exceto na Argentina e no Uruguai, pouco menos da metade têm uma opinião favorável a ele e acham que seu papado pode significar mudança na Igreja."

"Eu suspeito que, a longo prazo, Francisco não conseguirá parar esse processo mais longo de pluralidade religiosa. Pesquisas feitas nos Estados Unidos já mostraram que, mesmo dizendo que amam o papa, os católicos não estão indo mais à missa. Se eles não se tornarem mais ativos, (gostar do papa) não significa nada para a Igreja", afirma Chesnut.

No Brasil, apenas 37% dos católicos afirmam que vão à igreja ao menos uma vez por semana, contra 76% dos protestantes. Na Argentina, terra natal de Francisco, o número cai para 15% e chega a apenas 9% no Uruguai.

O estudo indica que, além do crescimento do número de protestantes, o número de pessoas que abriram mão de qualquer filiação com uma religião organizada também aumentou na região.

A categoria, na qual estão 8% dos entrevistados na pesquisa, inclui pessoas que se descrevem como ateus, agnósticos ou sem religião. No Brasil, a porcentagem é a mesma.

O Instituto Pew é um dos mais respeitados órgãos de pesquisa independentes dos Estados Unidos. O levantamento se baseia em mais de 30 mil entrevistas realizadas entre outubro de 2013 e fevereiro de 2014 em espanhol, português e guarani.

'Ênfase na moralidade'

Atualmente, 69% dos latino-americanos se identificam como católicos, apesar de 84% afirmarem ter sido criados na religião. No Brasil, uma em cada cinco pessoas é ex-católica, segundo o Instituto Pew.

De acordo com o estudo, a maioria deles parece estar migrando para as religiões protestantes, especialmente as pentecostais e neopentecostais – como a Igreja Universal do Reino de Deus e a Renascer em Cristo. No Brasil, 54% dos atuais protestantes dizem ter sido criados como católicos. A taxa chega a 76% na Colômbia.

Perguntados a respeito das razões para a conversão, a maioria dos entrevistados afirmou que buscava "uma conexão mais pessoal com Deus". Das oito opções de resposta disponíveis, a segunda mais escolhida dizia que os fiéis "gostam mais do estilo de culto da nova igreja", a terceira, que "encontraram uma igreja que ajuda mais seus membros" e a quarta, que "queriam uma ênfase maior em moralidade".

"De um modo geral, igrejas pentecostais atraem pessoas que já têm atitudes mais conservadoras. Elas costumam ser reforçadas e até mesmo intensificadas dentro das congregações. Mesmo assim, é importante lembrar que há muita diversidade entre as denominações pentecostais. A Igreja Universal do Reino de Deus, por exemplo, apoiou Dilma em sua reeleição", diz Chesnut.

A pesquisa afirma que mais protestantes do que católicos latino-americanos se opõem a questões como aborto e casamento gay. A diferença entre eles é pequena na maioria dos países, sobretudo em relação ao aborto.

No Brasil, a maioria dos católicos também se coloca a favor de mudanças em tradições católicas como o celibato dos padres e a proibição de que mulheres se tornem sacerdotes.

Influência pentecostal

A tentativa de tornar os rituais católicos mais atraentes e evitar a perda de fiéis também impulsionou o crescimento da corrente Renovação Carismática entre os católicos. Padres e fiéis ligados ao movimento incorporam às celebrações católicas elementos de cultos pentecostais, como música, dança, pregações contundentes e rituais de exorcismo.

"Em todos os países pesquisados, os carismáticos são grande parte da população católica. E em alguns países – Panamá, Brasil, Honduras, República Dominicana e El Salvador –, pelo menos metade dos católicos dizem ser carismáticos", afirma o estudo.

Para Andrew Chesnut, padres "superstar" brasileiros, como Marcelo Rossi e Fábio de Melo, são expoentes do poder carismático dentro da Igreja católica latina. Pelo menos 58% dos católicos brasileiros se dizem carismáticos. "Há equivalentes ao padre Marcelo Rossi em quase todos os países latino-americanos, mas nenhum é tão superstar quanto ele", diz.

"Sem o crescimento pentecostal, não haveria carismáticos ou Marcelo Rossi. É uma reação católica a esse crescimento."

A prática do exorcismo, que havia se tornado rara dentro do catolicismo, também voltou à tona por influência das igrejas neopentecostais, de acordo com o pesquisador.

"No Brasil, o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, foi o pioneiro em fazer exorcismos públicos e espetaculares, e outros o seguiram. Agora, há todo tipo de exorcismos não autorizados sendo feitos na Igreja Católica. Normalmente seria necessária a autorização de um bispo, mas entre os carismáticos há muitas mulheres leigas fazendo isso", afirma.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O Cúmulo do absurdo:Evangelho inédito revela que Jesus casou e teve dois filhos


Reprodução 
Reprodução

Um novo Evangelho escrito em aramaico e descoberto na Biblioteca Britânica promete trazer novas e surpreendentes revelações sobre a vida de Jesus Cristo. Entre elas, que ele foi casado com Maria Madalena e, além disso, teve dois filhos.

O novo livro, traduzido pelos estudiosos Barrie Wilsion e Simcha Jacobovici, terá seus detalhes revelados em coletiva de imprensa na próxima quarta-feira (12). Entre as revelações, provavelmente estarão os nomes dos ditos dois filhos de Jesus com Maria Madalena.

Essa não é a primeira vez que a relação entre Maria Madalena e Jesus aparece e causa polêmica entre cristãos. Há muita discussão em torno do suposto casamento entre os dois, já que em alguns livros, como em Lucas, ela é citada como "pecadora". O novo Evangelho pode acabar de vez com essa questão.
 

domingo, 9 de novembro de 2014

Pastor propagador da Teologia da Prosperidade Myles Munroe morre em acidente aéreo



Por Micheline Gomes



Soube através da Redes Sociais que o Pr. Myles Munroe e sua esposa Ruth faleceram hoje vitimas de  acidente áereo nas Bahamas.

No Facebook o Pr. Adalton Toledo Lamentou a morte do pastor Myles. No Twitter o Pr. Gildati Alencar que sempre fazia as traduções nas pregações do pastor Myles, também lamentou o falecimento.

Os dois líderes pedem oração pelas famílias.

Dr. Myles Munroe  foi autor de best-sellers, pastor e palestrante bahamiano, presidiu e fundou a Myles Munroe International e da Bahamas Faith Ministries International.

Comumente vinha ao Brasil convidado pelo Pr. Silas Malafaia entre outros. 


quarta-feira, 5 de novembro de 2014

O Cúmulo do Absurdo: Estado Islâmico leiloa meninas cristãs como “escravas sexuais”

Vídeo divulgado por jornal inglês revela como funciona “mercado”
por Jarbas Aragão


Estado Islâmico leiloa meninas cristãs como “escravas sexuais”  
Estado Islâmico leiloa meninas cristãs como "escravas sexuais" 
 
Rotineiramente, as notícias relacionadas à organização extremista muçulmana Estado Islâmico (EI) geram horror no mundo ocidental. O principal motivo para isso é que seus membros tentam impor a lei sharia para todos os que vivem dentro de seus domínios.
Invasão de cidades, massacre de moradores, crucificação e decapitação de cristãos já foram manchetes em diversos órgãos de imprensa e até o momento nenhum posicionamento oficial da Organização das Nações Unidas (ONU).

Pelo contrário, quando os Estados Unidos e uma coalização de outros países começaram a bombardear as posições do EI no Iraque, foram criticados na plenária da ONU pela presidente Dilma Rousseff. Em seu discurso, ela disse que deveria ser procurado “o diálogo, o acordo” e condenou os ataques.

Hoje, o influente jornal inglês Daily Mail publicou uma reportagem que mostra mais de perto um aspecto amplamente ignorado fora do mundo islâmico: o mercado de escravas sexuais.

Previsto pelo Alcorão na Sura 4:24, a prática é explicitada em tempos de guerra – como a que os soldados do EI acreditam estar lutando. Eles não podem, contudo, usar muçulmanas para isso, portanto atualmente o leilão entre eles é com prisioneiras cristãs e yazidies, uma minoria religiosa do Curdistão.

Um vídeo encontrado no celular de um miliciano mostra um pouco como funciona a venda de mulheres capturadas pelos fundamentalistas. Outros relatos, como os da organização não governamental Humans Rights Watch, mostram testemunhos de mulheres que serviram como escravas contando que crianças também são compradas e vendidas.

Uma das edições da revista online Dabiq, publicada em inglês pelo EI justifica o uso de mulheres “infiéis” como escravas sexuais. O artigo intitulado de “A recuperação da escravidão antes da hora” afirma que o EI restabeleceu a escravidão em seu califado. Nos leilões, o preço varia. Quanto mais nova, maior o valor pedido.

Segundo o Daily Mail, existe uma espécie de tabela. Os valores são aproximados, considerando o câmbio desta semana.
tabela preco escravas do ei Estado Islâmico leiloa meninas cristãs como escravas sexuais

Um documento apresentado pelo site IraqiNews mostra que o valor de venda das mulheres e dos despojos de guerra vem tendo uma diminuição significativa. Mas o EI impôs um controle dos preços, ameaçando executar quem viola as diretrizes.

O vídeo que está sendo mostrado na mídia global foi filmado em Mosul, a segunda maior cidade do Iraque, de acordo com a Al Aan TV – que traduziu as falas para o inglês.

“Hoje é dia de mercado de escravas sexuais”, afirma diante da câmara um homem barbudo não identificado, cercado por vários outros combatentes. “Hoje é dia da entrega”, acrescenta. “Com a permissão de Alá, cada um de nós terá a sua parte”, garante.

Em pouco mais de dois minutos, eles riem e fazem piadas sobre as mulheres. Embora nenhuma delas seja mostrada, há menções que muitas têm apenas 15 anos de idade. Quando falam sobre o preço, um deles compara com o valor de uma pistola Glock usada. Outro diz que o negócio só será fechado depois que ele olhar os dentes da prisioneira.

Explica-se ainda que mulheres bonitas e de olhos azuis ou verdes custam mais caro. Um dos combatentes explica que “está escrito”, numa referência ao Alcorão. Outro esclarece que está procurando uma “menina”. Há inclusive um adolescente no vídeo, que parece familiarizado com o processo. No final, eles parecem olhar fotos em um celular, mas sem esclarecer onde elas estão. Ao demonstrar interesse por uma delas, ouve que aquela já morreu. Ele apenas ri.

Segundo dados de especialistas da Universidade de Oklahoma, o número de mulheres capturadas por milicianos do Estado Islâmico pode atingir 7000.

Em pouco menos de um mês, este é o segundo vídeo mostrando como o EI trata as crianças. O primeiro revela como os extremistas muçulmanos “estabeleceram campos de treinamento para recrutar crianças para a luta armada sob o pretexto de educação religiosa”.
Assista:





Casal cristão é morto no Paquistão por profanar o Corão


Após serem linchadas por mais de 40 pessoas, vítimas foram incineradas

Uma mulher participa de protesto região de Caxemira, localizada em meio às altas montanhas do Himalaia entre a Índia e o Paquistão. A população cobra que o governo reconstrua as casas afetadas pelas recentes enchentes na região
Uma mulher paquistanesa com o véu islâmico (Mukhtar Khan/AP) 
 
A polícia paquistanesa deteve nesta quarta-feira 43 pessoas relacionadas com a morte de um casal cristão que foi linchado por suspeita de ter “profanado uma cópia do Corão”, o livro sagrado do islamismo. Após o linchamento, que aconteceu na região nordeste do Paquistão, ambas as vítimas foram queimadas. Todos os detidos são residentes da cidade de Kot Radha Kishan, na província de Punyab, onde na terça-feira ocorreram as mortes em uma fábrica de tijolos. Os corpos do casal foram incinerados em um dos fornos usados na olaria, disse um porta-voz da polícia, Bin Yameen.

O porta-voz assegurou que a polícia continua procurando outros responsáveis por ter envolvimento no linchamento, que aconteceu quando “um grande número de pessoas” atacou o casal enquanto trabalhava na fábrica de tijolos, acusados de serem desrespeitosos com o Corão. A ambígua legislação paquistanesa pune qualquer menosprezo contra os símbolos sagrados do Islã, mas frequentemente é aplicada de forma arbitrária e só por testemunhos de terceiros.

A legislação surgiu no período colonial britânico para conter choques religiosos, mas as reformas impulsionadas nos anos 1980 pelo ditador Muhammad Zia-ul-Haq deram foça aos extremistas religiosos para abusar da lei. O endurecimento da legislação e a radicalização do país fizeram disparar as acusações por blasfêmia e também as execuções extrajudiciais, geralmente de pessoas pertencentes a minorias religiosas.

(Com agência EFE)

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

“Jesus aparece na fumaça e então uma pessoa é salva. Não pode ser coincidência”, disse uma delas




Fonte: Reprodução/ Twitter
Um incêndio em Fresno, na Califórni (EUA), ganhou ainda mais repercussão após algumas testemunhas afirmarem ter visto o rosto de Jesus na cortina de fumaça provocada pelas chamas.

O fato aconteceu no sábado (25/10), ganhou destaques em grandes jornais estrangeiros e se tornou viral nas redes sociais. A história ganhou ainda mais força depois de o resgate de uma vítima.

“Jesus aparece na fumaça e então uma pessoa é salva. Não pode ser coincidência”, disse Wyatt Forker, que testemunhou o incêndio.

Ao ser consultado sobre a aparição, Raymond Dreiling, da Diocese Católica de Fresno, disse que não descarta a possibilidade de ter sido um sinal, mas afirmou acreditar que se trata de uma coincidência.

sábado, 1 de novembro de 2014

Prefeita de Houston irá retirar intimações contra pastores que falam sobre homossexualidade


Intimações exigiam que pastores submetessem seus sermões para uma análise prévia

Fonte: Guia-me | 30/10/2014 - 14:30
Prefeita de Houston irá retirar intimações contra pastores que falam sobre homossexualidade

Na última quarta-feira, 29/10, a Prefeita de Houston (Texas), Annise Parker anunciou durante uma conferência de imprensa que irá retirar as intimações contra cinco pastores que teriam que submeter seus sermões a uma análise prévia da prefeitura, caso estes tratassem de assuntos, como homossexualidade ou até mesmo só citassem a prefeita ou sua gestão.

A polêmica teria começado quando estes cinco pastores se posicionaram publicamente contra uma portaria de "Igualdade de Direitos", que - entre outros fatores - permitiria que homens usassem banheiros públicos femininos. A portaria levava ficou conhecida pela sigla "HERO".

Estes ministros receberam apoio de diversas outras igrejas e líderes (até mesmo de outros Estados), sendo chamados de "Houston Five" ("Os Cinco de Houston") e tendo a hashtag "#4houston5" usada em seu favor nas mídias sociais.

"Depois de muita contemplação e discussão, eu estou dirigindo o departamento jurídico da cidade para retirar as intimações emitidas contra os cinco pastores de Houston que entregaram as petições para a cidade de Houston e que indicaram que foram responsáveis ??pelo total esforço desta petição", disse Parker, que há tempos já havia assumido sua homossexualidade.

"É extremamente importante para mim, para proteger a nossa portaria de direitos iguais da revogação, e é extremamente importante para mim, ter certeza de que todos os cidadãos de Houston sabem que suas vidas são valiosas, protegidas e reconhecidas", acrescentou a prefeita.
"HERO" alterou o Código de Ordenanças de Houston, que proíbe a discriminação em locais públicos e do emprego privado, com base em "características protegidas."

Esta lista de características protegidas incluía raça, cor, etnia, nacionalidade, idade, sexo, status familiar e civil, situação militar, deficiência, religião, informação genética, gravidez, orientação sexual e identidade de gênero.

Os opositores da lei afirmam que terá várias consequências não intencionais, como permitir que os homens transexuais usem banheiros femininos.

A decisão de Parker (retirar as intimações contra os cinco pastores) veio dias antes do "I Stand Sunday", evento em que vários grupos, juntamente com o ex-governador do Estado de Arkansas Mike Huckabee, os irmãos Benham, e membros do elenco da série "Dynasty Duck" se uniram por 90 minutos de programação oficial em solidariedade com os cinco pastores.